Imagem

Borgonha e a vida das vinhas

Um dia desses assisti ao documentário “A Year in Burgundy”, no Netflix. Ele mostra o processo de produção de vinhos de algumas famílias produtoras de Borgonha. Cada estágio da produção é acompanhado pela francesa Martine Saunier, uma das maiores e mais respeitadas importadoras de vinho de São Francisco. Profunda conhecedora das particularidades das vinhas francesas, ela seleciona pessoalmente os vinhos que compra.

IMG_7249Há centenas de anos, quando não havia estudos geológicos avançados, os vinicultores perceberam que as mesmas uvas, plantadas em diferentes partes do terreno, tinham sabor diferente. Então, cada terroir foi demarcada e fechada com portões, que definiam a propriedade de cada um dos produtores. Os vinhos da região recebem o nome dessas vilas onde são produzidos e imprimem a personalidade de seu vinicultor, como se contassem um pouquinho de sua história.

Estivemos na França em 2014, e fizemos a Route des Grands Crus, passando por diversas vinícolas. Queria ter conhecido essa história linda de dedicação, precisão, amor e carinho, antes de ter feito a viagem pela região. Se eu já me emocionei por estar lá, em meio a todos aqueles vinhedos sem fim, imaginem se tivesse feito esse passeio depois de entender bem todo o esforço que, passado de geração para geração, está por trás da identidade das vinhas. Afinal, o bom vinho vem dos corações e das mentes das pessoas que os criam, não é mesmo?

Uma coisa é verdade, depois que você conhece as particularidades dos vinhos de Borgonha, a natureza, o terroir e a arte que os tornam tão singulares e especiais, é impossível não se apaixonar.

Se você estiver planejando uma viagem para a região, considere levar aquelas malas próprias para transporte de garrafas, pois a qualidade dos vinhos é excepcional e você vai se arrepender de não voltar com a mala cheia! Os destaques, na minha opinião, são as uvas Pinot Noir e Chardonnay. Ah, não deixe de visitar a Château de Corton-Andre. É bárbara! Outra dica de ouro é se hospedar em algum dos vilarejos da Route des Grands Crus, assim você pode fazer todas as degustações que quiser, como se não houvesse amanhã!

Château de Corton-Andre ❤

Rue d’Aloxe Corton, 21420 Aloxe-Corton, França

http://www.corton-andre.com/

*Quer saber mais sobre a Borgonha? Clique nos posts abaixo:

Route des Grands Crus

De Dijon à Beaune: surpresas gastronômicas

 

Imagem

Um ano de Em Cada Canto um Encanto!

A foto do post de hoje é uma das minhas favoritas. Não foi à toa que a escolhi para representar o Em Cada Canto um Encanto. Ela foi tirada em Provence, na França, há quase 3 anos. Toda vez que olho para ela, me transporto para lá, sinto o perfume dos campos de lavanda, a despreocupação com compromissos e uma adorável sensação de paz e liberdade. Todo esse encanto perdido num dos cantinhos de seus vilarejos.

Mas, hoje, não vou falar de viagens. Dia 08 de março é um dia muito especial para mim. Há exatamente um ano, resolvi criar o blog Em Cada Canto um Encanto, para compartilhar experiências sobre minhas grandes paixões: viagem, cinema, vinho e gastronomia.

Aqui, falo de tudo um pouco, mas sempre do que realmente gosto.

Escrevo para relembrar, para reviver todos os momentos incríveis que, às vezes, acabam ficando esquecidos lá no fundo da nossa memória. Escrevo para eternizar histórias. Escrevo por prazer, para me sentir plena. Escrevo para compartilhar com vocês tudo de bom que conheci nesse mundo afora.

E hoje, no Dia Internacional da Mulher, escrevo para agradecer especialmente a quatro mulheres que contribuíram, às vezes sem se dar conta, para que o Em Cada Canto um Encanto se tornasse realidade:

A minha mãe, Maria Helena, que me sempre me deu palavras de carinho, amor, força e incentivo, me fazendo acreditar que posso, sim, conquistar o mundo;

A Regina, minha acupunturista, com sua energia leve e palavras de sabedoria, em um dos poucos lugares onde fico totalmente em paz e com a mente aberta para a chegada de um turbilhão de boas ideias e ações;

A minha amiga irmã, Zanin, que nunca me deixou esquecer meus pontos fortes, minhas qualidades e há anos insistia na ideia de que eu deveria começar a escrever um blog;

A minha pequena grande amiga nerd, Cris Saemy, que, entre uma dose de paciência e muitas gargalhadas, me ajudou a entender o básico do WordPress e colocar meu blog no ar.

E agradeço imensamente ao meu marido, Mauricio, que sempre esteve ao meu lado, com sua visão realista das coisas, me trazendo de volta ao chão, me apoiando, me divertindo e, claro, sendo o melhor companheiro de viagens que eu poderia ter.

Obrigada a todos que fazem parte dessa história e acompanham nossas aventuras aqui pelo blog e também pelo Instagram, onde já temos 16 mil seguidores.

Sem vocês não teria tanto sentido ❤

Leia o 1o post publicado aqui no blog: Sob o Sol da Toscana

 

 

 

 

Imagem

A melhor pizza….de Mykonos!

Se perder pelas ruas de Mykonos é muito fácil e delicioso…

p1040595Em cada esquina, um cantinho acolhedor e cheio de charme. Em todo o caminho vemos o chão feito de pedra, janelas e portas pintadas de azul, paredes branquinhas e flores cor de rosa, que parecem ter sido escolhidas especialmente para nos encantar. É tudo tão lindo, que você passa o dia todo perambulando e nem vê o tempo passar. São tantas ruelas que nos levam para lá e para cá, que a cidade mais parece um pequeno labirinto.

Certa noite, estávamos à procura de um lugar para jantar e acabamos nos perdendo nas vielas. Depois de um tempinho caminhando (e a fome só aumentando), sem querer acabamos descobrindo a Casa di Giorgio, um autêntico e legítimo restaurante italiano no meio de Mykonos. Na entrada, fomos atendidos por um simpático italiano que falava com as mãos e transbordava simpatia. Não tivemos dúvida. Entramos.

casa-di-giorgio

Por mais que eu tenha amado (e muito) a comida mediterrânea, tenho que confessar que minha raiz italiana fez meus olhos brilharem quando li as palavras pasta & pizza. Ah, como eu amo uma pizza, gente! E lá as massas são fresquinhas e as pizzas feitas em forno à lenha com aquele molho de tomate fresco dos deuses, sabe? Pode pedir qualquer sabor, que vai acertar. Que boa surpresa tivemos 🙂

Se estiver em Mykonos e for um fanático por pizza, não deixe de visitar esse verdadeiro pedaço da Itália em terras gregas e depois, me conte como foi a sua experiência.

Obs.: tive que pegar a imagem acima emprestada do restaurante, porque estava com tanta fome, que nem foto eu me lembrei de tirar….rs

Casa di Giorgio ❤

http://casadigiorgio-mykonos.gr/

info@casadigiorgio-mykonos.gr

Para ver mais informações da Grécia, veja os links abaixo:

A culinária digna dos Deuses

Um segredo bem guardado

Mykonos pé na areia

Santorini e seu majestoso pôr do sol

Atenas, onde a história ainda vive

Bjs e até semana que vem!