Imagem

Quinta das Lavandas e a rota dos vinhos do Alentejo

            IMG_4822Viajar pelo Velho Mundo é se surpreender com paisagens inusitadas, belezas naturais desconhecidas e lugares cheios de histórias a serem relembradas. E, claro, castelos e mais castelos. O Mau é “o louco dos castelos”. Não pode ver um de longe, que quer conhecer. Foi o que aconteceu com este, em Evoramonte. Que nos proporcionou esta vista…

IMG_4870Chegando a Castelo de Vide fomos presenteados com um lindo pôr do sol. Escolhemos o Quinta das Lavandas, um hotel rural a alguns quilômetros do centro, para passar duas noites e explorar a região.

IMG_4880

 

Teresa, a simpática proprietária, foi nos recepcionar de braços e sorriso abertos. Fez questão de nos mostrar todo o hotel e garantir que nos sentíssemos em casa. O lugar tem uma ótima estrutura, piscina, quartos super bacanas, além de um astral especial e acolhedor. Fiquei apaixonada.

 

Quinta

Fonte: site Quinta das Lavandas

A lavanda é a verdadeira protagonista da Quinta, que tem uma plantação linda de onde são feitos óleos essenciais e outros produtos especiais.  O aroma delicado da lavanda se faz notar em todos os cantos, de forma sutil e encantadora, instigando nossos sentidos e trazendo uma deliciosa sensação de calma e relaxamento.

IMG_5012Na manhã seguinte, Teresa nos deu algumas dicas do que fazer na cidade. Começamos visitando o centro, bem pacato e tranquilo, como uma cidadezinha do interior. Na lojinha Sabores da Terra, provamos o doce boleima, uma receita judaica feita de pão sem fermento, maçã e canela. Só de lembrar, senti o sabor na minha boca. Se você for fã de doces, aproveite e experimente também o de castanhas portuguesas. Divino!

IMG_4841De lá, seguimos para as vinícolas. Em Estremoz e arredores visitamos três delas: Herdade das Servas, Dona Maria e Tapada do Chaves que havia sido comprada recentemente pela Fundação Eugénio de Almeida e estava em processo de inventário, por isso, apenas conhecemos as vinhas e o processo produtivo, mas não pudemos fazer degustação.

 

IMG_4862A vinícola Dona Maria, também conhecida como Quinta do Carmo, foi um presente de Dom João V a sua amante. Visitando a vinha você vai ficar sabendo de toda a história, mas vou te falar que a Dona Maria mandou bem, mostrou seu valor, porque o lugar é maravilhoso. A vinícola, o palácio e os jardins são impressionantes, além dos vinhos de excelente qualidade, como o Alicante Bouschet Júlio B. Bastos 2014 e o Dona Maria Grande Reserva Alentejo DOC 2012.

IMG_4840Para quem tem tempo de folga e aprecia um bom vinho, sugiro uma estada de 3 ou 4 dias para explorar a rota do vinho com mais calma. Existem dezenas de vinhas, umas mais, outras menos conhecidas. Não se prenda somente às grandes e turísticas. Há pequenos produtores fazendo vinhos muito bons, viu!? Lembre-se de fazer reserva para visita e prova de vinho com antecedência, pois os horários são bem concorridos (não importa a época do ano).

Me despedi de Castelo de Vide deixando um pedacinho do meu coração no Quinta das Lavandas. Esse lugar é muito especial e me conquistou pra valer. Teresa, querida, obrigada por tudo que fez por nós e pelas dicas valiosas!

Próxima parada: Castelo de Marvão + uma boa surpresa gastronômica (simples, acessível e MUITO saborosa) + um pit stop entre Portugal e Espanha.  Não perca o próximo post!

Quinta das Lavandas ❤

https://www.quintadaslavandas.pt/

Dona Maria

http://donamaria.pt/

donamaria@donamaria.pt

Herdade das Servas

http://www.herdadedasservas.com/

enoturismo@herdadedasservas.com

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s